i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Podcast

Logos 4: A relação da ditadura bolivariana com o narcotráfico, armas nucleares e terrorismo 

Entrevista com Leonardo Coutinho, autor do livro “Hugo Chávez, o espectro: Como o presidente venezuelano alimentou o narcotráfico, financiou o terrorismo e promoveu a desordem global”

  • 25/01/2019 20:36
Manifestantes apoiam o presidente venezuelano, Nicolas Maduro, segurando uma faixa com o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, o atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e o líder militar e político venezuelano Simon Bolívar, do lado de fora do Consulado da Venezuela em Nova York.  | Drew Angerer/AFP
Manifestantes apoiam o presidente venezuelano, Nicolas Maduro, segurando uma faixa com o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, o atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e o líder militar e político venezuelano Simon Bolívar, do lado de fora do Consulado da Venezuela em Nova York.| Foto:

Juan Guaidó se autodeclarou presidente interino da Venezuela e ganhou o apoio imediato de EUA, Brasil, Colômbia, e vários outros países. O povo venezuelano foi às ruas na esperança de que Maduro deixe o poder.

Mas a ditadura de Chávez e Maduro não trouxe malefícios apenas para o povo da Venezuela. Com Chávez, a Venezuela se tornou um narcoestado que ajudou a abastecer grupos terroristas islâmicos com toneladas de cocaína fornecidas pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), mediou um acordo nuclear clandestino entre o Irã de Mahmoud Ahmadinejad e a Argentina dos Kirchner e ainda injetou dinheiro em campanhas presidenciais por todo o continente americano, incluindo o Brasil. Até o uruguaio Pepe Mujica foi beneficiado.

Neste programa, o jornalista Leonardo Coutinho, autor do livro “Hugo Chávez, o espectro: Como o presidente venezuelano alimentou o narcotráfico, financiou o terrorismo e promoveu a desordem global”, conta como a Venezuela se tornou um Estado criminoso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.