Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Ela voltou contudo. Depois de dois meses de redução constante da curva de contaminação, a Covid-19 atingiu, nesta semana, patamares iguais aos do pico da doença em Curitiba, em 5 de agosto. São dias consecutivos de recorde de novos casos diários levando a cidade a, pela primeira vez, superar o número de mil casos em um único dia, na quinta-feira (19). A marca negativa se repetiu no dia seguinte.

WhatsApp: receba um boletim diário com notícias do Paraná

Se, em agosto, a cidade vinha se preparando por cinco meses para o pico, ampliando testagem, abrindo novos leitos hospitalares e restringindo algumas atividades sociais e comerciais, agora o coronavírus encontra uma Curitiba diferente. A cidade está desmobilizada, com parte das estruturas de combate à pandemia desativadas, com comércio e demais atividades funcionando quase normalmente, e com a população cansada de medidas restritivas, relaxando nos cuidados, aumentando as aglomerações e diminuindo os cuidados individuais.

Neste cenário, o Podcast Pequeno Expediente desta semana tenta explicar o real momento da pandemia de Covid-19 em Curitiba. Os jornalistas Roger Pereira e Marcos Xavier Vicente, da Gazeta do Povo, entrevistam o infectologista Bernardo Montesanti Machado de Almeida, do Serviço de Epidemiologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, que relata o aumento de casos atendidos na rede hospitalar e analisa dos números do coronavírus na cidade, além de orientar como podemos nos prevenir para sobreviver a este novo pico, depois de oito meses enfrentando o vírus.

O Pequeno Expediente é um podcast sobre temas paranaenses com atualização semanal. Feito pela equipe de reportagem da Gazeta do Povo, o programa fica disponível no site do jornal e nos principais aplicativos para Apple e Android.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]