Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Chegamos à semana das eleições municipais no Brasil e é hora de acordar. No domingo (15), quase 148 milhões de brasileiros terão a chance de dizer quem querem no comando da cidade onde moram e quem escolhem para representá-los fiscalizando o prefeito, discutindo decretos municipais, aprovando o orçamento do município e tentando achar soluções para os problemas urbanos.

Este ano, por causa da pandemia, há algumas modificações nas eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral ampliou em uma hora o horário de votação. Em vez de 8 horas da manhã, como de praxe, desta vez será às 7 horas a abertura das urnas. O término continua sendo às 17h. O TSE pede que os maiores de 60 anos e outras pessoas de grupos de risco para Covid-19 votem logo nas primeiras horas, até às 10. E que os mais jovens deixem para depois.

Para evitar aglomerações houve mudança em locais de votação em algumas cidades. O eleitor deve votar usando máscara de proteção, e, se possível, levar a sua própria caneta para assinar o caderno de votação. Há promessa de álcool em gel nos locais de votação, mas nunca é demais levar de casa também.

Este ano também tem novidade no aplicativo e-título, que tinha sido lançado em dezembro de 2017, mas com poucas funcionalidades. Agora quem tiver o app no celular nem precisa apresentar o título de eleitor. A versão digital tem as informações do local de votação, zona e seção eleitoral.

Veja todas as orientações de como votar nestas eleições municipais, na entrevista com o diretor geral do TRE do Paraná, Valcir Mombach.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]